BLOG

10 tendências para o RH em 2020

Formação de líderes, melhoria no onboarding e Inteligência Artificial estão entre as tendências para o RH em 2020

Se o mundo está em constante movimento, a área de Recursos Humanos precisa acompanhar as evoluções. Muda constantemente a maneira como trabalhadores e empresas se relacionam, o que reforça a importância de conhecer as tendências para o RH neste ano.

Como área estratégica, pois é a responsável por atrair, capacitar, desenvolver e reter talentos, o RH deve seguir evoluindo e se posicionando como imprescindível para o crescimento e a consolidação de qualquer negócio.

Veja quais são as 10 tendências para o RH em 2020!

1. Formação de líderes verdadeiramente inspiradores

O desenvolvimento de profissionais que já fazem parte de sua equipe contribui para a perpetuação da cultura corporativa, além de reforçar o engajamento dos demais colaboradores.

Valorizar esses profissionais torna a organização, tanto para quem está fora quanto dentro, um lugar mais apreciado para trabalhar. Contudo, muitas pessoas não têm o perfil para assumir uma posição de liderança.

A fim de obter líderes verdadeiramente inspiradores, a organização deve investir na capacitação e qualificação desses profissionais. Isso necessita ocorrer em relação aos assuntos técnicos e às habilidades pessoais.

2. Melhorias contínuas no processo de onboarding

A segunda tendência para o RH em 2020 envolve as melhorias no processo de onboarding, pois os primeiros dias em um novo ambiente organizacional pode representar um grande desafio para o colaborador recém-contratado.

É desde o começo que as atitudes desse profissional devem ser moldadas, fazendo-o se adaptar mais rapidamente à rotina da companhia. Por meio de melhorias nesse processo, os profissionais necessitarão de um menor tempo de adaptação.

Faz parte dos interesses de qualquer empresa que os novos funcionários estejam preparados para prestar suas funções com excelência. Ao passo que estão adaptados, alcançarão o resultado desejado o quanto antes.  

3. Treinamentos aliados à tecnologia

Os programas de treinamento e desenvolvimento de pessoas estão cada vez mais modernos. Certamente acompanham a evolução tecnológica que ocorre em todas as áreas e setores!

Uma delas é a realidade virtual, porque é capaz de criar treinamentos mais práticos em um mundo digital. Dessa maneira, economiza tempo e recursos em áreas físicas, além de garantir a segurança do colaborador e ser totalmente mensurável.

Também é o caso da gamificação, pois traz a rotina do profissional para um ambiente de jogo. Destacamos ainda a utilização de dispositivos móveis, simulação virtual, podcasts e vídeos — tudo em prol de uma aprendizagem adaptativa.

4. Flexibilização dos benefícios oferecidos

Está se tornando mais comum, em nosso país, o oferecimento de planos de benefícios flexíveis — um sistema no qual os colaboradores podem escolher, a partir de critérios pré-definidos, quais benefícios querem receber.

A flexibilização dos benefícios oferecidos é motivada principalmente pelas diferentes necessidades que cada trabalhador possui. Enquanto um tem filhos e pode optar pelo auxílio-creche, outro prefere investir em uma academia ou na mensalidade do estacionamento.

Esse sistema de fato não é novo, pois surgiu em 1970. Entretanto, vem ganhando mais adeptos, porque contribui para a atração e retenção de talentos.

5. Mais Inteligência Artificial em recrutamento e seleção

Outra das tendências de RH para 2020 é o uso mais intenso de Inteligência Artificial nos processos de recrutamento e seleção. Quem trabalha com recursos humanos sabe que falta tempo em relação à quantidade de tarefas, além do custo que isso tem.

Em um passado não muito distante, a seleção de talentos ocorria por meio de anúncios em jornais. Filas enormes se formavam na frente das empresas e a espera para preencher uma vaga durava de semanas a meses.

A utilização da Inteligência Artificial permitiu a padronização dos processos, além de mais objetividade na avaliação dos candidatos — tanto nas competências quanto nas habilidades.

Softwares avaliam currículos, disponibilizam métricas, dados e indicadores em tempo real, além de ranquear os candidatos.

6. Foco na experiência do candidato

Cada contato que um candidato faz com a sua empresa deve fortalecer a imagem da organização e incentivar um engajamento maior.

O processo seletivo vai além de uma simples contratação, pois suas etapas devem ser realizadas de modo que contribuam para a imagem da companhia. Logo, necessita ser eficiente.

Quando o candidato é recebido de forma cordial e recebe informações precisas, tende a se motivar mais para alcançar o objetivo de ser contratado. Por outro lado, o oposto cria uma experiência ruim.

7. Ida do RH para os dispositivos móveis

A operação dos processos por meio de dispositivos móveis é outra das tendências de RH para 2020, porque ajudam a calcular indicadores, facilitam a comunicação interna e, principalmente, oferecem mobilidade.

Migrar processos para dispositivos como celulares e tablets possibilita uma atuação constante por parte do profissional de RH. Ele pode trabalhar, ao mesmo tempo, em diversas frentes: feedbacks, treinamentos e até atração de talentos.

No caso dos treinamentos, os dispositivos móveis aumentam significativamente a adesão. Torna-se possível aplicar estratégias de gamificação, permitindo que todos se divirtam enquanto aprendem.

8. Novas opções para o registro de ponto

O emprego de mecanismos digitais trouxe novas opções para o registro e o controle de ponto, melhorando a eficiência operacional e reduzindo, de modo geral, os custos.

O Ponto Eletrônico Biométrico, por exemplo, é o método mais utilizado pelas empresas brasileiras. O colaborador registra o ponto por meio da digital e a máquina marca a localização, a identidade e o horário de registro.

Entretanto, alternativas vieram para complementar esse cenário. É o caso do ponto digital por aplicativo no celular, códigos QR e reconhecimento facial.

9. Segurança e integração de dados

É dever do RH zelar pela segurança e integração de dados dos colaboradores, pois essa área adquire, organiza e guarda informações sobre todas as pessoas.

Dados como esses são estratégicos, pois representam a força de trabalho. Como o RH gerencia pessoas, o manuseio e controle é feito por profissionais. Logo, práticas e políticas precisam ser criadas para evitar vazamentos e acessos indevidos.

10. Investimento em ferramentas para analisar desempenho

Por último, mas não menos importante, está a tendência de se investir em ferramentas que analisam o desempenho dos colaboradores.

Ser multitarefa perdeu o status de habilidade desejada pelo mercado, pois os colaboradores não conseguem concluir as tarefas com o nível de qualidade desejado.

E por meio das ferramentas que medem a performance, as organizações conseguem saber quem está alcançando um bom retorno sobre o investimento e quem se encontra em um patamar que exige melhora.

Essas são as 10 tendências de RH para 2020! Aproveite para implementá-las em sua área de recursos humanos e reforçar o diferencial estratégico da organização por meio do capital humano.

A HRST Brasil possui soluções personalizadas para otimizar os seus processos de RH. Fale conosco e conheça o SAP SuccessFactors – o software para RH mais completo do mercado!